Gestão em QSMS-RS e Sustentabilidade

Está sentado confortavelmente?

Se você está sentado em uma cadeira, educadamente peço que coloque ambos os pés firmemente no chão e se você tem braços, por favor segurá-los com muita força.

Isto é para sua própria segurança e para evitar que você caia, após o que estou prestes a dizer-te…

Eu tive uma conversa bastante surpreendente com um gerente de QSMS-RS recentemente, enquanto apresentávamos nosso plano de gestão compartilhada da Roberto Roche & Associados.

Gerente de QSMS-RS: ” Então como é que vocês fazem?”

Eu: “Nós compartilhamos nossa expertise junto a suas equipes para que cumpram com as leis, normativas do QSMS-RS e os critérios e métricas do ESG  

Gerente de QSMS-RS: “Ah, não é algo que eu preciso de apoio agora, não está em minhas prioridades nem dos diretores, na verdade, acho que não quero. Prefiro não me preocupar.”

Ai! Quase caí da minha cadeira, já escutei de tudo desde que comecei minha carreira de consultor, como: prefiro pagar uma consultoria de grife, prefiro a consultoria do meu amigo etc.

Agora, não vou citar, mas um gerente de QSMS-RS que representava uma organização multinacional em cerca de 20 países diferentes, com talvez 30 ou 40 sites sob sua asa corporativa.

Claramente, algo está errado aqui em muitos níveis.

 Vamos começar com o básico:

Dentre os primeiros princípios básicos “Ignorância não é defesa nos termos da lei e normas “, tão pouco a demanda da sociedade pelo ESG pode ser ignorada!

Liderança deve sempre vir de cima, certo?  

Se esta é a atitude prevalecente no topo da organização, então esta filtrará para toda a organização.

Conformidade com leis, normas QSMS-RS e regulamentos podem ser delegadas à nível de site, mas se fosse ocorrer um acidente socioambiental, e investigações encontrassem a falta de compliance, quem seria responsável em última instância (e pagar o preço)?

Se seu site na China tem um grande vazamento químico, as chances são de que seus acionistas em Nova Iorque ou em Londres vão ouvir sobre isso muito rapidamente.

Multas regulamentares que são incorridas em sites individuais rapidamente se acumulam quando você operar em dezenas de locais.

Os impactos da não-conformidade podem ser locais e diretos, mas o maior impacto será global.

A maioria das principais organizações buscam que seus fornecedores possuam programas eficazes de gestão QSMS-RS, que inclui o cumprimento.

Então, por que esta atitude de “ignorância é felicidade”?

É provável que seja uma variedade de fatores para essa abordagem, quem sou eu para julgar, não estou sentado na cadeira dentro de uma organização para saber

Percepção de risco?

Talvez a organização não tenha problemas (visíveis ou relatados) com conformidades.

Sites locais muitas vezes são dadas a completa responsabilidade por garantir a conformidade com as leis locais que lhes são aplicáveis.

Se você não tem uma visão adequada sobre o status de conformidades dos seus locais, tendencias globais as questões problemáticas recorrentes, ou as penalidades a ser incorridas, então não é algo que pode ser gerenciado de forma eficaz.

Baseado em nossa experiência, nós diríamos que existem  denominadores comuns para boas práticas recomendadas:

O desejo e a necessidade de uma abordagem precisam vir de cima.

Sem engajamento corporativo e compromisso, uma abordagem não vai acontecer.

Claro, uma perspectiva para conformidade normativa de QSMS-RS corporativa não significa assumir a responsabilidade de site local conhecimentos e experiência.

Longe disso. Em geral, a função da equipe de QSMS-RS corporativa orienta, inspira e dá mais peso e posse ao pessoal no local, trabalhando no campo.

Se, o gerente de QSMS-RS de uma planta, sente que seus líderes de organização estão tomando conta dele, fornecendo as estruturas e os apoios financeiros que precise realizar bem suas funções, ele vai se sentir mais valorizado e terá melhor desempenho.

Óbvio? Parece que não para alguns!

Estamos juntos!

Publicado por Roberto Roche

Roberto Roche ao longo de três décadas consolidou sua experiência exercendo vários cargos de alta direção em QSMS–RS & Sustentabilidade nas áreas de Óleo & Gás, Construção Civil Pesada, Montagem Industrial, Portos e Mineração em mais de 15 países na América Latina, África e Oriente Médio como Mars, Queiroz Galvao Internacional e Odebrecht Internacional e Imerys .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *