Gestão em QSMS-RS e Sustentabilidade

Um conceito que não é muito familiar para nossas vidas rotineiras é a segurança, a necessidade de alertar é fundamental como medidas de prevenção.  

Estamos cercados por aparelhos eletrônicos, aparelhos diversos e veículos que chegam com etiquetas que falam sobre a segurança e criam conscientização.

Em uma viagem de carro, a primeira coisa que nos abaixamos são os cintos de segurança, em uma moto, capacetes permanecem prioritários.

 Em linhas semelhantes, é importante enfatizar a segurança no local de trabalho, pois nós passamos aproximadamente um terço de nossas vidas trabalhando.

Um dia seguro é a crença de uma organização de se transformar em uma cultura de segurança resiliente.

O compromisso de melhorar a segurança, fomentar o sucesso dos programas de segurança e capacitar todos dentro da organização a ser uma parte ativa compõe a própria base da organização que é defendida por todos, incluindo colaboradores de linha de frente e a gestão.

Para empatia das preocupações de segurança de forma menos formal, as atividades de formação de equipe podem ajudar a reforçar as melhores práticas.

Novas ideias que promovam o conceito de segurança incentivam aqueles que o perseguem a excelência.

Com certeza que essas novas ideias ou estratégias, grande parte dos colaboradores que odeiam a segurança ou não suportam mais lições de moral bruta realizadas pelas as equipe de segurança vao abraçar melhor a ideia.

 As organizações podem estabelecer metas mais amplas para a Saúde e Segurança, e a semana de segurança deve e pode ser a força motriz.

Existem algumas habilidades de segurança que não podem ser aplicáveis através de panfletos ou cartazes, por exemplo, habilidades de extintor de incêndio e resposta de emergência.

As grandes organizações como refinarias por exemplo, em sua maioria, contêm um grande número de saídas de emergência, mas há uma chance de que os colaboradores desconheçam onde estão, pode isso?

Pois é; “Já presenciei tal fato, realizando diagnóstico de nível de maturidade em cultura de segurança em nossas consultorias “

 Simplesmente talvez, porque eles podem não ter encontrado qualquer situação para a escape até então.

Sugestão?

Simulados que enfatizam em saídas seguras em caso de emergência podem ser um dos programas na semana de segurança, onde os funcionários são reintroduzidos em suas instalações, mas com uma abordagem muito mais segura.

O bem estar no local de trabalho está no estilo de cada gestão e no comportamento dos líderes, e seus treinamentos podem ter um impacto positivo ou negativo sobre os colaboradores quanto a uma cultura de segurança

No entanto, a atitude em relação à segurança permanece primordial exige um conhecimento mais profundo das condições operacionais e do comportamento da força de trabalho.

Onde os esforços para criar locais de trabalho seguros nunca são estáticos, a segurança permeia uma atmosfera de colaboradores unidos e conscientes que internalizam a importância da segurança.

Tomemos um exemplo de colaboradores da linha de frente onde o engajamento deles, cria uma forte adesão devido à exposição em primeira mão sobre quais os problemas de segurança em sua área de trabalho.

Um processo de redesenhar processos nas áreas de trabalho para mais segurança que envolva pessoas de todos os níveis na definição de problemas pode ajudar a mapear soluções que proporcionam melhores resultados.

Um programa de segurança bem mapeado pode descobrir melhores processos para a gerência e dos colaboradores, por exemplo

Se os riscos de uma área de produção forem identificados e houver duas equipes, uma de gerentes de QSMS e outra de colaboradores, o resultado poderá trazer perspectivas e capacidades de diferentes níveis.

Uma atividade divertida pode se aprofundar nos aspectos de segurança de um local de trabalho, o que ajuda a resolver problemas por meio da solução colaborativa de problemas no futuro.

O principal objetivo do “dia seguro “, é se concentrar na magnitude dos problemas que se apresentam ao lidar com a segurança e saúde ocupacional no local de trabalho.

Reitera a importância de um local de trabalho seguro, reforça a ideia de que “estamos todos juntos”, que promove uma abordagem centrada na equipe.

Os treinamentos para um engajamento e a mudança de comportamento solidificam uma cultura das organizações no mundo em que a segurança é abordada por ‘como fazer’, é hora de abordar o ‘porquê’.

Leva tempo para criar e promover, mas é um investimento que vale a pena.

Estamos juntos!

Publicado por Roberto Roche

Roberto Roche ao longo de três décadas consolidou sua experiência exercendo vários cargos de alta direção em QSMS–RS & Sustentabilidade nas áreas de Óleo & Gás, Construção Civil Pesada, Montagem Industrial, Portos e Mineração em mais de 15 países na América Latina, África e Oriente Médio como Mars, Queiroz Galvao Internacional e Odebrecht Internacional e Imerys .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *