Gestão em QSMS-RS e Sustentabilidade

Com a questão da pandemia todas as nossas viagens de nossa consultoria foram suspensas, perdemos clientes, sim perdemos!

Pois outras consultorias estavam dispostas a fazer, mas seria um crime deixar nossa equipe viajar, e mesmo assim pasmem, ainda assisto, no pico das pandemias, consultorias enviarem suas equipes para o campo, assisto banners no linkedin com as consultorias realizando trabalhos em comunidades, realizando vistorias todos alegras, como é que pode?

Alguém me explica por favor!

Mas nós não, como o bom profissional precisa se reinventar, todo momento, começamos oferecer uma série de serviços como revisão e elaboração de procedimentos.

Começamos a notar também uma dificuldade encontrada pelos nossos colegas em que ajudamos, onde depois de elaborado ou revisado esses procedimentos, a falta de engajamento por parte dos colaboradores e até da alta direção

Nosso assunto de hoje, acredito ser muito pertinente como posso ajudar os colegas a engajar a todos nos procedimentos.

Como engajar?

As normas e procedimentos de segurança do colaborador não foram escritas por acaso.

Muitas tragédias aconteceram antes de serem escritas infelizmente e devem ser respeitadas como tal.

Estas normatizam e padronizam as questões que envolvem a integridade do colaborador ao exercer sua atividade profissional.

Um acidente de alto impacto socioambiental é um dos piores momentos na vida de uma organização.

 Afinal, além de todos os desdobramentos e alto custo financeiros, este tipo de ocorrência abala psicologicamente as equipes e também pode se transformar em problemas jurídicos, algo que nenhum gestor deseja para sua organização.

Apesar de parecer algo óbvio, nem todos os colaboradores dão a devida importância para as normas de segurança, preservação ambiental e social e esse desrespeito pode custar muito caro.

Muitas vezes, são necessárias ações mais cirúrgicas.

Confira algumas dicas para fazer com que seus colaboradores passem a acatar seus procedimentos

Criação de um programa de uma cultura de prevenção

Um programa de cultura de prevenção é um sistema oferecido ao colaborador pela organização no qual são promovidas atitudes de alerta e conscientização relacionadas ao QSMS-RS.

Esses programas podem ser elaborados pelo setor de recursos humanos em parceria com os gestores de cada área, que contribuem para contextualização da rotina de trabalho das equipes.

Os programas podem ter temas específicos!

 Ou, então, podem ser mais genéricos e abordar a gestão de riscos de impactos socioambientais num aspecto mais amplo.

Políticas de ESG/QSMS-RS & Sustentabilidade

Políticas de ESG/QSMS-RS & Sustentabilidade se dividem em duas categorias:

As obrigatórias, que são as regras, e as voluntárias, que são as diretrizes.

São declarações oficiais por escrito, emitidas pela direção da empresa, em que ela orienta os colaboradores com base em uma decisão tomada estrategicamente.

Geralmente, ela expõe quais são os objetivos ou metas da empresa para certo tema, neste caso, a segurança.

Esta é uma medida educativa e atribuidora de responsabilidades, afinal, ela cria compromissos com os colaboradores ao atribuir funções de fiscalização ou controle.

Criação de um comitê de segurança e prevenção de acidentes socioambientais

Ao formar grupos de diversos setores da organização para a discussão do tema (evitando limitá-lo à diretoria), a organização amplia a participação e o engajamento dos colaboradores neste tema tão importante.

Isso resulta em mais eficácia em ações e projetos internos.

 Estabelecimento de procedimentos de QSMS-RS

Criar rotinas específicas para as funções pode reduzir o risco de acidentes socioambientais

 Ao indexar o início das atividades dos colaboradores uma listagem de procedimentos obrigatórios, a adesão é quase automática e integral.

Criação de um manual de QSMS-RS

Um documento no qual a organização orienta como alcançar as metas por ela estabelecidas.

 Esses objetivos ficam indicados na missão e visão da empresa.

Quando feitos por escrito, os planos devem detalhar a metodologia (atividades pontuais criadas para atingir metas) e estratégias (ações de longa duração para cumprir objetivos) que a empresa utilizará para cumprir as metas elaboradas.

Lembre-se de que é importante pensar sobre esses procedimentos, afinal, eles possuem objetivos bem distintos, desde a criação e análise de custos de estratégias para uma boa gestão de QSMS-RS e até avaliação da eficácia destes.

Estamos juntos!

Publicado por Roberto Roche

Roberto Roche ao longo de três décadas consolidou sua experiência exercendo vários cargos de alta direção em QSMS–RS & Sustentabilidade nas áreas de Óleo & Gás, Construção Civil Pesada, Montagem Industrial, Portos e Mineração em mais de 15 países na América Latina, África e Oriente Médio como Mars, Queiroz Galvao Internacional e Odebrecht Internacional e Imerys .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *