Gestão em QSMS-RS e Sustentabilidade

Tempo é dinheiro, sem dúvida você já ouviu essa expressão.

Não acredito mais que seja verdade, pelo menos não desde que um amigo e mentor me disse recentemente: Tempo é vida, não dinheiro.

Concordo plenamente. Ouvir isso me fez começar a questionar como eu estava gastando meu tempo.

 E como a pandemia COVID-19 está me mantendo em casa por um tempo, tive o “tempo” para me aprofundar em como estou passando minha vida.

Pois passei por situações, como Líder em QSMS-RS & Sustentabilidade como fatalidades, ficar preso em uma guerra com minha família etc. Mas sempre voltava ao trabalho ou melhor nunca parava.

A menos que sejam ricos, a maioria dos adultos deve usar algum do seu tempo para ganhar dinheiro.

 Eu me encaixo nessa categoria e como preciso!!!!

Eu não acho que trabalhar por dinheiro é um desperdício de vida porque prover para si mesmo e sua família é necessário e pode ser gratificante.

 Também pode lhe dar um forte senso de propósito.

 O que eu estou encorajando é que você ocasionalmente revisa e questiona como você gasta seu tempo, mesmo quando não parece estar sob seu controle.

Esta análise não é sobre gerenciamento de tempo e eficiência. Trata-se de consciência do propósito e valor do que você faz com seus momentos.

As coisas podem controlar nosso tempo.

Muitas vezes, eu disse e ouvi outros dizerem: “Tenho tantas coisas para fazer”, ou algo parecido.

 Quando você faz muitas coisas, você sente uma sensação de sucesso.

Algumas “coisas” na minha lista de afazeres para hoje:

Termine o artigo para o meu blog e outro para o Linkedin, publique uma nova palestra nas mídias sociais, atualize a lista de clientes, etc.

Para terminar todas as “coisas” da minha lista vai tomar a maioria, se não todas, do meu dia.

No entanto, por causa da ordem de ficar em casa, percebi que deixei esse tipo de coisa me fazer parar atividades que são mais importantes, como passear com meus filhos pequenos (14 e 7anos) pois os outros tres já engenheiros(a) estão espalhados pelo mundo.

Costumávamos caminhar (eles de bike ou patins) juntos todas as manhas quando eu estava em casa.

Isso parou. Provavelmente por causa da minha lista de afazeres.

Voltamos a caminhar, mas agora o desafio é não pensar nas tarefas que permanecem na minha lista de tarefas enquanto estou passeando pelo meu bairro.

Isso vai ser difícil de fazer, mas vai valer a pena o esforço.

Uma maneira poderosa de aumentar o valor do nosso tempo ou da nossa vida é prestar atenção ao que está acontecendo enquanto a vida está acontecendo.

 Muitas vezes, nossos momentos são gastos pensando no futuro ou no passado.

 Jogar squash e lutar boxe parei de fazer regularmente por causa da minha agenda “muito ocupada” e do equívoco de que eu não estava conseguindo fazer nada enquanto descansava das viagens.

 Não é perda de tempo assistir seus filhos brincando.

Não é perda de tempo parar o que você está fazendo e olhar em volta para capturar as cores com seus olhos incríveis.

 É por isso que vale a pena pensar um pouco sobre como você gasta seu tempo.

Você pode estar perdendo o que é mais importante porque está muito ocupado fazendo as coisas.

Embora a pandemia tenha e continuará causando muito sofrimento e angústia, como em qualquer situação desafiadora, lições podem ser aprendidas.

 Aprendi que meu tempo é precioso demais para não avaliar como eu o gasto.

 Nem sempre é uma questão do que você está fazendo e dos resultados de suas ações que agregam valor aos seus momentos, é mais sobre como você está presente no que está acontecendo.

É quando o seu bem mais valioso, o tempo, é um amigo e não um motorista de escravos que leva você a acreditar que tempo é dinheiro.

Lembre-se, tempo é vida.

 É por isso que agora, desde que terminei este artigo, antes de passar para a minha próxima “coisa”, vou calçar o tênis de corrida e dar um passeio com a familia

Estamos juntos!

Publicado por Roberto Roche

Roberto Roche ao longo de três décadas consolidou sua experiência exercendo vários cargos de alta direção em QSMS–RS & Sustentabilidade nas áreas de Óleo & Gás, Construção Civil Pesada, Montagem Industrial, Portos e Mineração em mais de 15 países na América Latina, África e Oriente Médio como Mars, Queiroz Galvao Internacional e Odebrecht Internacional e Imerys .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *