Gestão em QSMS-RS e Sustentabilidade

Não faz muito tempo, um cliente em uma conversa informal, me perguntou, até quando vamos assistir grandes acidentes socioambientais

A conversa era sobre o que aconteceu em Beirute, depois Mariana, Brumadinho etc., e lembrei a ele que estudo acidentes de grande impacto socioambiental faz tempo e citei alguns exemplos acontecidos a 100 anos iguais ao de Beirute etc.

Ficou me olhando e disse, você já me respondeu, sempre, né. Sim, mas até quando?

Por mais que seja fundamental que as organizações e a turma do QSMS-RS & Sustentabilidade precisam estar cientes de que sua falta de gestão e gerenciamento de risco socioambiental podem causar acidentes socioambientais

Ainda encontramos e não saberia explicar por que, talvez pela falta de percepção de risco a falta de atenção em tentar evitar ou mitigar ao máximo que pequenos riscos que não parecem ter importância passem despercebidos, pois esses pequenos podem ter proporções incalculáveis caso resultem em algum acidente

Só seguir à risca a legislação, normas, ter em seus quadros profissionais qualificados e instalação com barreiras de proteção são ações fundamentais, mas não são o suficiente

É necessário deixar claro que há muito o que ser feito para prevenir tais desastres, a fim de mitigar e gerir os riscos socioambientais, evitando-se assim acidentes de percurso.

Trata-se de prevenção!

E prevenção requer previsão dos riscos e das suas consequências se todas as barreiras falharem.

O significado e o objetivo de uma gestão e gerenciamento socioambiental são os de identificar, prever e interpretar as consequências de uma determinada ação sobre o meio ambiente e seus stakeholders internos e externos, antes de tomadas de decisões.

 É um processo meticulosos, prospectivo, antecipatório e preventivo.

Se você não conhece os riscos que podem interferir e entendê-lo que estão a sua volta, não adianta pensar e só prevenir o seu processo das operações interno.

A partir de uma meticulosa, correta e rigorosa análise de risco socioambiental, devemos assegurar que as variáveis sejam inseridas no processo decisório da empresa.

Procurando evitar, mitigar ou compensar os efeitos dos impactos relevantes sob todos aspectos como o ambiental, social (seg. do trabalho)

Sempre bom lembrar que qualquer sistema de avaliação de risco socioambiental deve possuir um certo número de diretrizes, que definem como serão executadas determinadas tarefas.

A avaliação de risco de impacto socioambiental inclui, entre suas etapas, a triagem, em que o projeto é enquadrado de acordo com seu grau de risco, definição do alcance do estudo de impacto socioambiental e sua elaboração, análise técnica do estudo, monitoramento e gestão socioambiental e acompanhamento.

O monitoramento deve ocorrer desde a implantação do projeto, seu funcionamento, até sua desativação, sendo peça fundamental da  gestão do QSMS-RS & Sustentabilidade , que permitirá confirmar ou não as previsões feitas no estudo e constatar se o empreendimento atende às exigências legais, condicionantes da licença ambiental e contratos e alertar para a necessidade de ajustes.

A gestão socioambiental significa assegurar a implantação satisfatória do plano de monitoramento.

O que seria esta gestão?

A avaliação de risco, monitoramento e desempenho do seu SGI, compliance com os Princípios do Equador, Padrões de Desempenho socioambiental IFC e muitas outras.

Outro aspecto fundamental para evitar acidentes de grande impacto socioambientais é o acompanhamento, que inclui as tarefas de fiscalização, supervisão e auditoria.

Existem inúmeras ações, a serem seguidas à risca, que mitigam substancialmente o risco de ocorrência de um desastre

As organizações precisam incorporar e suas políticas de tomada de decisão, procedimentos de gestão de risco socioambiental que estabeleçam ações a serem implementadas, metas a serem alcançadas, responsabilidades legais e institucionais a serem conhecidas e observadas.

Devem estar preparados com um bom plano de gestão de crises e continuidades do negócio bem como uma equipe de pronta resposta imediata a emergências

Estamos juntos!

Publicado por Roberto Roche

Roberto Roche ao longo de três décadas consolidou sua experiência exercendo vários cargos de alta direção em QSMS–RS & Sustentabilidade nas áreas de Óleo & Gás, Construção Civil Pesada, Montagem Industrial, Portos e Mineração em mais de 15 países na América Latina, África e Oriente Médio como Mars, Queiroz Galvao Internacional e Odebrecht Internacional e Imerys .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *