Gestão em QSMS-RS e Sustentabilidade

Alcançar e sustentar em sua organização a excelência em segurança exige uma liderança forte.

Compartilho nosso ponto de vista sobre o que os líderes precisam saber para orientar suas organizações à excelência em segurança.

Já atuo um tempinho na área, e me enche de coragem e ousadia em dar sugestões, muita responsabilidade, não?

Ao mesmo tempo estou cansado de ler livros falando sobre o assunto, um parece a cópia do outro, vou buscar quem escreveu e vejo que não possui ou não tem muitos anos na linha de frente no trecho/Embarcado/Chão de fábrica.

Mas admito, são corajosos em dar sugestões baseados não sei em que, mas admiro.

Nessas quase 4 décadas, pude observar que;

Para ser um grande líder de segurança, você precisa se preocupar profundamente com seu povo e demonstrar regularmente o valor da segurança através de suas ações.

Quando uma organização tem uma segurança incorporada com sucesso como um valor que permeia as decisões em todos os níveis, os líderes continuam a pressionar por melhorias adicionais.

Executivos pressionam os colaboradores a encontrar e abordar possíveis exposições em toda a organização.

 Eles veem como sua responsabilidade pessoal garantir que suas organizações promovam a segurança de seus colaboradores.

Para que um líder esteja disposto a fazer as coisas necessárias para transformar a organização, ele ou ela deve levar a segurança para o lado pessoal.

Obviamente, os líderes querem alto desempenho e lucro.

 Quando se trata de segurança, no entanto, um líder tem que tomar decisões com base em como isso afeta o bem estar de seu povo.

Em outras palavras, os líderes têm que pensar em seus colaboradores com o mesmo nível de preocupação que têm com sua própria família.

Desde os primeiros dias da história registrada, as pessoas tentaram proteger a vida humana.

 Nos negócios, uma vida humana é a única coisa que não pode ser substituída.

 Você pode comprar um carro novo, você pode construir uma nova fábrica, mas você não pode trazer alguém de volta.

 O que não podemos substituir são indivíduos.

As práticas de segurança representam a forma de uma organização cumprir a obrigação ética e moral que todos sentimos para a preservação e santidade da vida humana.

Aqui está um exemplo: Uma organização onde teve uma fatalidade em sua fábrica.

 O acidente envolveu um vazamento de gás de alta pressão que parecia um motor a jato.

A resposta adequada foi encerrar toda a operação, mas como o líder já havia agido agressivamente sobre a valorização da produção sobre todo o resto, e sabendo que pressionar esse botão para parar a produção custaria pelo menos R$ 1 milhão em perda de produção, os colaboradores não tinham coragem.

Assim, ninguém iniciou o desligamento e uma vida foi perdida tudo porque os colaboradores sentiram que não podiam dar ao CEO um feedback honesto.

Claro, o presidente se sentiu horrível.

Depois de assistir ao funeral, ele prometeu transmitir aos colaboradores que suas vidas sempre foram a prioridade, não a produção.

 A menos que essa mudança de valor pessoal aconteça, uma organização nunca alcançará a excelência em segurança.

Identificamos algumas práticas que todo líder precisa adotar para “Dar exemplo” quando se trata de segurança:

Visão. Os líderes devem ter a capacidade de “ver” como é a excelência em segurança e a capacidade de articulá-la em toda a organização.

Colaboração. Os líderes precisam trabalhar junto aos colaboradores, promover a cooperação e a colaboração, buscar ativamente a contribuição das pessoas sobre questões que os afetam e incentivam outras pessoas a implementar suas decisões para melhorar a segurança.

Credibilidade. O líder gera um alto nível de confiança com seus colaboradores? Isso requer disposição para admitir erros e defender os interesses de segurança de todos, desde os gerentes até a linha de frente.

Comunicação. Os líderes de segurança precisam estar falando sobre segurança toda vez que falam. Tudo o que eles comunicam deve estar dentro do contexto de segurança.

Orientação para a ação. O líder de segurança está pronto para lidar com a segurança de maneira proativa, em vez de apenas reagir a incidentes? Os líderes de segurança precisam mostrar urgência, mesmo na ausência de incidentes, para mostrar que levam a sério a obtenção de resultados.

Feedback e reconhecimento. Os líderes precisam de um feedback honesto e preciso sobre o efeito de seus comportamentos para ajudá-los a garantir a consistência entre sua paixão pelas pessoas e a mensagem que os colaboradores recebem com base em suas ações.

Prestação de contas. Um líder fornece aos colaboradores uma avaliação justa de seus esforços e resultados de segurança, comunica claramente os papéis individuais no esforço de segurança e promove a sensação de que todas as pessoas são responsáveis ​​pela segurança em toda a organização.

Todos esses elementos trabalham juntos de uma maneira que cria não apenas uma cultura de segurança exemplar e um ambiente em que as pessoas querem trabalhar com segurança, mas também uma cultura na qual é sustentável.

Tudo começa com um compromisso pessoal com os colaboradores primeiro, não por último.

Estamos juntos!           

Leia mais