Gestão em QSMS-RS e Sustentabilidade

Por que ninguém possui a melhor gestão de segurança do mundo!

Desde que as consultorias “de grife “, irc … que vendem sistemas de gestão de segurança começaram a eleger as empresas com prémios por ser a melhor do ano, a coisa degringolou muito

Assisto empresas ganhando prêmio da revista X, ou das que vendem sua bala de prata para ser aquela empresa de segurança a melhor, todos os anos.

Agora…., cá entre nós que sabemos da realidade deles, quanto a seus Kpis e fatos sobre os acidentes do dia a dia delas, ficamos sem entender muito bem, qual o critério de escolha.

E se você quer começar um tumulto, diga a alguém que “você acredita “que sua organização possui o melhor sistema de segurança do mundo, e veja a reação da turma.

Aí começa a confusão, egos inflados, a turma da nova visão no frisson de sempre, a turma do trecho rindo, os psicólogos do trabalho no veja bem … e aí por aí vamos

Apesar de anos pontificando sobre este tema, ninguém pode definitivamente responder o que é necessário para ser rotulado de “o melhor do mundo ” em segurança.

 Sem dúvida, as opiniões são numerosas, mas neste momento, o que é preciso para ser” a melhor de todos “é mera especulação. 

O maior erro que as pessoas cometem é apontar para Kpis de lesões para classificar sua organização como” a melhor de todos “

Kpis de lesão que eles apontam é tipicamente uma medida específica do país.

Tentar usar esses Kpis como prova de” a melhor de todos “é, sem dúvida, a medida mais falha que uma organização pode usar para autodeclarar em um ranking.

A questão principal que impede qualquer pessoa de proclamar a segurança” a melhor de todos “é a falta de dados sobre: 

  •  Como os colaboradores estão experimentando o local de trabalho especialmente no que se refere à forma como sua experiência está influenciando sua capacidade de controlar a exposição.
  • Os esforços e métricas que mostram a organização estão realizando ações para alinhar a experiência dos colaboradores com o estado cultural desejado.

A forma como colaboradores vivenciam o local de trabalho é multifacetada. 

Fatores que influenciam sua experiência incluem o nível de pressão de produção, nível de estresse no local de trabalho, ambiente de equipe, clima de segurança, confiabilidade dos equipamentos e condições físicas, para citar alguns. 

Algumas dessas influências mudam diariamente. 

Por causa dessa variação, para ser” a melhor de todos “uma organização teria que ter ferramentas de medição sensíveis o suficiente para medir essas influências diariamente.

 Como importante, a organização precisaria da capacidade de registrar como ela responde à variação em tempo real. 

Ter essas informações será a marca registrada de uma organização de segurança” a melhor de todos “

No entanto, hoje não temos a capacidade ou tecnologia para medir esses itens em tempo real.

 Avanços estão acontecendo todos os dias que nos aproximam e chegaremos lá. 

As organizações que possuem essa capacidade concentrarão pouca atenção em suas taxas de lesões e, em vez disso, estarão focadas muito mais no que as torna uma organização altamente confiável. 

Existem perigos inerentes ao declarar uma organização de” a melhor de todos “

Primeiro, excesso de confiança é um perigo real.

Acreditar que ganhamos a corrida é arriscado quando a corrida nunca acaba. 

Permite que as pessoas sejam tentadas a tirar o pé do acelerador mesmo que não estejam na linha de chegada. 

Em segundo lugar, também sabemos que é muito fácil chegar a uma baixa taxa total de incidentes registrados e nos declarar um vencedor sem fazer o trabalho. 

Isso cria uma situação falsa e potencialmente desmotivante, especialmente se ocorrer um incidente que prova que não somos tão bons quanto pensávamos ou anunciamos. 

Há também uma falsa noção de que obter reconhecimento como” a melhor de todos “significa excelência. 

As organizações são altamente motivadas por elogios, mas querer esse título por causa de tê-lo é perigoso. 

Verificar a caixa para o reconhecimento não é o mesmo que fazer o trabalho profundo de desenvolvimento da estrutura, estrutura, sistemas, liderança e cultura necessárias para a verdadeira excelência de segurança.

 Se você quer que sua organização desfrute de validação, ela não virá de prêmios externos. 

Só vem do trabalho duro necessário para ser grande. 

O excesso de confiança na liderança pode, em última análise, levar à perda de confiança da força de trabalho.

 O perigo de buscar prêmios externos é que a força de trabalho realmente sabe se o compromisso está lá.

 Declarar sua organização” a melhor de todos “quando os artefatos e o compromisso visível não estão lá só destruirá a credibilidade da liderança. 

” O/A melhor de todos “não é sobre um número. 

Não se trata de um benchmarking preconcebido.

” O/A melhor de todos “é sobre garantir que a segurança seja a força vital de uma organização. 

Estamos juntos

Leia mais

Faça agora mesmo sua inscrição

Para finalizar, selecione a modalidade da sua inscrição e efetue o pagamento:

Faltam apenas

Dias

Nos vemos lá!