Gestão em QSMS-RS e Sustentabilidade

A comunicação de segurança nesse momento está sofrendo, não tenho dúvida.

Passei exatamente por essa experiência quando preso no meio da Guerra da Líbia (3000 colaboradores e famílias) e no epicentro do Ebola (4000 colaboradores).

 Ao navegar em águas turbulentas ou em incertezas, os planos e papéis individuais e responsabilidades a serem executados devem ser claros, concisos e compreendidos.

 Quão bem está o seu?

Embora as viagens tenham sido interrompidas na maior parte do tempo, nosso trabalho com os clientes continua.

Continuamos com; revisão de procedimentos, PGRs, PAEs, PEIs, Hazop.

Bem como, nosso coaching com os gestores, principalmente em restruturação do departamento de QSMS-RS & Sustentabilidade

 Uma área que continua a se manifestar em nossas conversas com as organizações, é a interrupção da comunicação de segurança.

Um cliente de coaching em QSMS nos disse: “Áreas que já eram pobres em comunicação estão usando essa pandemia como desculpa.

Considerando que as áreas que eram boas nisso encontraram formas criativas de garantir que os sinais sejam enviados e recebidos.

Muitas reuniões pararam e comitês!!!

Vários tipos de treinamento cessaram!!

As forças de trabalho estão relatando o que costumava ser uma cadência normal de colaboração, briefing e fluxo de informações, chegou a um impasse.

Se sua organização passou por isso, você está confiante de que a força de trabalho sabe o porquê e está satisfeita com o motivo?

Nossa consultoria está atualmente realizando várias avaliações culturais (remotamente), e este é um problema comum expresso por diferentes colaboradores.

A comunicação tem duas partes: um remetente e um receptor; e ambos devem ser ligados e sintonizados na mensagem.

Enviar sinais é apenas uma parte.

As mensagens são recebidas e entendidas?

 “O grande inimigo da comunicação é a ilusão disso”.

 Como você está monitorando que as mensagens são recebidas e entendidas?

Por fim, a comunicação é competitiva.

As prioridades são percebidas pelo que se fala mais.

Embora as precauções e atualizações de prevenção do COVID-19 sejam críticas, não podemos permitir que isso concorra com a necessidade de ficar na mensagem sobre a importância da segurança e da prevenção de lesões.

Verifique se as conversas estão ocorrendo e focando em:

  • Compreender os riscos (grandes e comuns) que os funcionários enfrentarão;
  • Precauções (necessárias e discricionárias) que precisam ser tomadas para superar ou mitigar os riscos;
  • Assegurando (controle e influência) essas precauções estão sendo tomadas regularmente.

As empresas demonstram sua contínua dedicação à busca da excelência em segurança ao não usar a pandemia como desculpa para impedir o progresso.

Ajudamos a encontrar formas criativas de realizar treinamentos de segurança, briefings e reuniões.

 Isso requer estar aberto a pensar diferente.

 Se a excelência de segurança é realmente seu objetivo, o COVID-19 é apenas mais uma interrupção que sua empresa inevitavelmente enfrentará. Todo progresso começa pensando diferente.

Líderes inovam, seguidores seguem.

Seja um líder de segurança em sua organização.

Sempre foi a coisa certa a se fazer, mas também uma vantagem competitiva.

Hoje não é diferente.

Estamos juntos!

Publicado por Roberto Roche

Roberto Roche ao longo de três décadas consolidou sua experiência exercendo vários cargos de alta direção em QSMS–RS & Sustentabilidade nas áreas de Óleo & Gás, Construção Civil Pesada, Montagem Industrial, Portos e Mineração em mais de 15 países na América Latina, África e Oriente Médio como Mars, Queiroz Galvao Internacional e Odebrecht Internacional e Imerys .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *