Gestão em QSMS-RS e Sustentabilidade

Alcançar bons resultados de maneira contínua e sustentável é o objetivo de todas as empresas realmente preocupadas com a segurança dos seus processos.

Acredito que ninguém em sã consciência queira enfrentar um acidente com grande impacto socioambiental ou acidente de trabalho com fatalidade.

A não ser os que não ligam para sua imagem, não tenha ações na bolsa ou é falta de cuidado mesmo com o negócio.

Tenho realizado varios diagnósticos em diversos segmentos e sempre me perguntam qual minha metodologia, como eu não tenho segredo até por que não inventei nada.

Minha metodologia? Não tem marca nem pedigree famoso, vai ver que por isso, que me olham com desdém quando orço e compararam com as marcas famosas e escritores de livros e manuais, rsrsr!

Aprendi com terceiros (grandes líderes), minha vivência, experiência de + 36 anos da área e o conhecimento do processo (fundamental).

Essa última a mais importante do meu ponto de vista, como alguém pode avaliar alguma coisa, se nunca bateu um prego na área que está avaliando???

Mas, vamos lá ….

Para isso, é imprescindível que você não somente conheça a cultura da organização, mas que também seja capaz de detectar os problemas que precisam de solução e as oportunidades de melhoria, mas isso só conhecendo profundamente o processo!

Em outras palavras: Você precisa saber como fazer um diagnóstico.

Afinal, se não conseguir entender e avaliar a situação da organização, dificilmente irá realizar um direcionamento correto das atividades tomar as decisões adequadas.

 O diagnóstico organizacional é um conjunto de ações e análises que irá auxiliar os gestores a avaliarem profundamente sua empresa, conseguindo detectar seus pontos fortes e fracos.

Com isso, seria possível identificar e até mesmo prevenir problemas, bem como encontrar soluções mais certeiras para resolvê-los.

Você conseguiria formular todo um mapeamento de oportunidades e pontos que necessitam de melhorias, fornecendo um melhor embasamento para a tomada de decisão.

Mas engana-se quem pensa que apenas empresas que estão encarando problemas precisam de um diagnóstico.

Pelo contrário! Afinal, mesmo que as organizações estejam apresentando bons resultados, sempre haverá a chance de melhorias.

E um diagnóstico organizacional auxiliará nesse objetivo, ao oferecer uma visão ampla e dinâmica de toda a empresa.

Mas, afinal, quais as vantagens que um diagnóstico da cultura de segurança ou nível de maturidade poderá trazer a uma organização?

Para conseguir prosperar em qualquer área, é essencial conhecer o estado real em que se encontra. Afinal, traçar objetivos também demanda saber qual será seu ponto de partida.

Ao saber como fazer um diagnóstico, você poderá compreender seu negócio com maior embasamento.

Você conseguirá detectar, por exemplo, qual o grau de maturidade da organização, realizar comparações de desempenho atual com aquele que é esperado, e até compreender quais áreas são mais importantes para os resultados do negócio.

Ao conseguir fazer uma análise detalhada, será possível identificar quais são os pontos fortes e fracos que uma empresa está apresentando.

Com isso, estratégias mais certeiras serão criadas para resolver os problemas detectados, bem como se aproveitar dos pontos positivos.

O resultado será não somente um planejamento mais eficiente, mas resultados mais expressivos, o que tornará a organização mais competitiva em seu mercado de atuação.

Realizando um diagnóstico, também será possível detectar as características da cultura de segurança.

É importante determinar se está havendo um alinhamento dos colaboradores com a missão, visão e valores de sua empresa.

Esse fator impacta diretamente na produtividade e no engajamento dos colaboradores.

Ao ter uma visão mais profunda de seus negócios, com uma ideia clara dos problemas e oportunidades, será muito mais fácil tomar de decisões.

É como ter em mãos todas as cartas necessárias para fazer uma boa jogada: além da agilidade, as chances de decidir com maior precisão aumentam expressivamente.

Sabendo fazer as perguntas corretas, a primeira etapa de qualquer diagnóstico é coletar informações adequadas. Para isso, você precisa considerar cada setor da empresa e realizar os questionamentos específicos voltados a cada área.

As perguntas certas são aquelas que conversam com a realidade do negócio, com suas atividades específicas.

É muito importante que os profissionais responsáveis pela realização do diagnóstico tenham conhecimento do processo e seus procedimentos, já que é essencial que saibam considerar os fatores mais adequados a cada ramo de atividade.

Com os questionamentos já estabelecidos, chegou o momento de respondê-los.

Para isso, você deve: Entrevistar colaboradores; analisar documentos; estudar processos; comparar com planos de ação.

E tudo mais que compõe de maneira relevante as atividades que moldam a rotina da empresa.

O essencial é que as questões sejam respondidas da maneira mais realista e honesta possível, saber se aproximar, criar empatia é fundamental para ganhar confiança e ter respostas honestas

Com as devidas respostas, é preciso analisar os resultados obtidos.

Nesse momento, você pode utilizar planilhas, gráficos, relatórios, ou quais ferramentas que considere relevantes para garantir a maior organização dos dados.

Após a análise dos resultados, é hora de definir quais ameaças e oportunidades foram detectadas.

Classifique todos os itens em uma ordem de prioridade, privilegiando o que precisa de maior atenção e envolvimento em sua resolução.

Assim você saberá por onde deve iniciar as ações de mudanças.

Conhecendo quais problemas devem ser combatidos, assim como sua ordem de prioridade, estabeleça quais serão as estratégias e os planos de ação utilizados.

É muito importante que todas as atividades de ajuste ou melhoria em sua empresa estejam muito bem programadas.

Ou seja, planeje bem cada passo antes de começar a agir!

Os resultados obtidos irão refletir uma maior precisão e apontar os itens de maior importância para sua gestão.

Mas, mesmo com a aparente simplicidade, na prática, saber como fazer um diagnóstico ou nível de maturidade adequado pode ser bastante desafiador.

Por isso, é essencial que exista uma equipe bem definida e especializada para desempenhar essa função com a devida experiência.

Caso contrário, os resultados obtidos poderão não ser muito eficazes ou tão adequados quanto deveriam.

Estamos juntos!

Publicado por Roberto Roche

Roberto Roche ao longo de três décadas consolidou sua experiência exercendo vários cargos de alta direção em QSMS–RS & Sustentabilidade nas áreas de Óleo & Gás, Construção Civil Pesada, Montagem Industrial, Portos e Mineração em mais de 15 países na América Latina, África e Oriente Médio como Mars, Queiroz Galvao Internacional e Odebrecht Internacional e Imerys .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *