Gestão em QSMS-RS e Sustentabilidade

Escuto com uma certa frequência essas perguntas, logo após minhas palestras/ treinamentos ou até mesmo em due diligence sobre nível de maturidade seja em segurança ou ambiental.

Como deve ser um líder, no dia a dia baixo pressão?

Fico sem graça, pois não sou ninguém para ditar regras!

Mas não poderia esperar essa pergunta vinda de um grupo de técnicos de segurança após minha palestra em um canteiro de obra gigante no meio do deserto da Mongólia (Gobi)

Logo pensei, o relacionamento não deve estar bom entre eles e o gerente!

Não gosto de ser genérico em sugestões, procuro sempre entender o perfil socioeconômico antes de falar ou treinar, se não acreditasse na importância, seria muito leviano da minha parte ministrar uma palestra ou treinamento igual com os mesmos slides para qualquer organização, coisa que eu não faço.

Cada palestra minha ou treinamento são únicos para aquela organização!

Basta escrever um livro, lançar e que sirva para quem quiser, não é meu propósito!

Se tenho que falar que eu fale com conhecimento do meu público naquele momento!

Mas vamos lá.

Características que eu buscaria em um líder;

Que entendam os objetivos da equipe;

Saber como seu papel apoia os objetivos da equipe.

Não seguir cegamente ordens porque alguém lhes disse para.

Ajudam e incentivam seus companheiros de equipe.

Não monopolizam o crédito pelas vitórias da equipe.

 No entanto, se a equipe está lutando, não mantêm a boca fechada sobre os problemas que veem apenas para evitar fazer ondas.

Falar a verdade, mesmo quando o gestor ou outra pessoa não quer ouvi-lo.

Honestidade com seus companheiros de equipe, seus líderes e eles mesmos;

Se uma de suas ideias é impopular, não abandonar para se encaixar com as ideias de todos os outros.

Manter sua palavra e seus compromissos;

Comunicar com clareza suas próprias expectativas e esclarecer as expectativas de outras pessoas sobre eles.

Reportar boas e más notícias quando é apropriado fazê-lo;

Jamais esconder más notícias ou ignorá-lo apenas para evitar dizer a alguém o que eles não estão prontos para ouvir.

Assumir que não tem todas as respostas, e não falar sobre a alta direção ou qualquer outra pessoa pelas costas;

Respeitar a liderança e a cultura da organização para a onde trabalham.

 Não desperdiçar energia em trazer sua equipe para baixo reclamando da situação

Estabelecem limites;

Manter seus compromissos, e se sentir confortável em dizer:

 “Eu não vou ser acessível a todos neste fim de semana” ou “Eu vou olhar sobre o seu relatório na parte da manhã”

 Se deparam com um conflito com alguém da equipe, e abordá-lo;

Problemas devem ser tratados o mais rápido possível.

Valorizam as contribuições de seus companheiros de equipe;

Ajudar seus companheiros de equipe fazer o mesmo.

Por favor, não são regras minhas, são apenas sugestões de quem tem um tempinho área

Estamos juntos!

Publicado por Roberto Roche

Roberto Roche ao longo de três décadas consolidou sua experiência exercendo vários cargos de alta direção em QSMS–RS & Sustentabilidade nas áreas de Óleo & Gás, Construção Civil Pesada, Montagem Industrial, Portos e Mineração em mais de 15 países na América Latina, África e Oriente Médio como Mars, Queiroz Galvao Internacional e Odebrecht Internacional e Imerys .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *