Notice: Trying to get property of non-object in /home/robertor/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/frontend/schema/class-schema-utils.php on line 25

Plano de logística reversa, você já foi autuado? Bom se preocupar !


Notice: Undefined offset: 1 in /home/robertor/public_html/wp-includes/media.php on line 68


Logística reversa por mais que seja novidade para alguns de nossos colegas, ou como ainda está muito restrita em exigências em SP (não escutei sobre outros estados).

Não estão levando a sério. Estão brincando com a sorte!  Gestão de risco socioambiental?

Prestei atenção na importância da logística reversa, da pior maneira possível.

Fui autuado, virei réu, estou “preso” a um TAC a anos, mesmo saindo da empresa onde fui diretor de QSMS -RS & Sustentabilidade.

E rezo todos os dias que a empresa esteja em dia com o TAC.

A empresa que recolhia meus resíduos, tinha licença ambiental, tinha sido auditada por nós (aí acredito que falhei feio) e…?

Nossas embalagens “com nosso logo” apareceram em um lixão, fomos corresponsáveis por crime ambiental, autuados etc. a história se explica bem acima.

A partir daí, comecei a implantar a logística reversa por onde passei, com muita dificuldade, afinal, se para conseguir um treinamento de segurança eu tenho que convencer Deus (CEO) e seus apóstolos (Diretoria, RH, operação, CFO etc.), imagina implantar logística reversa!!

Tá louco? você sabe quanto irá custar no nosso preço final? E logística de recebimento?

Bem, entre levar uma pancada do MP/Órgão Ambiental e a mídia (REPUTAÇÃO SOCIOAMBIENTAL?) e investir em um plano de logística reversa o que você prefere? Correr riscos? Governança sem gestão de riscos?

Novela e dramalhão mexicano até convencer ou não.

Estamos realizando algum tempo em SP a elaboração do PLR para algumas empresas e fico feliz que esteja evoluindo bem.

Liga ontem a noite uma proprietária de uma indústria e também importadora de diversos produtos perigosos e não.

Bem,  me encontrou através de indicação, e estava super preocupada; Sua empresa foi cobrada pelo PLR e aos mesmo tempo autuada por quem ela vendia seus produtos, que  tinham feito caca com os resíduos e adivinhem para quem sobrou quando viram a marca nas embalagens?

Roberto e agora? Pergunta ela aflita.

História é longa, entramos em ação, elaboramos o PLR, defesa, orientação para implantar o PLR e treinamento para OS COLEGAS que trabalham em nossa área.

Por que em letras grandes, será que ninguém está preocupado com o assunto, será que ainda não sabem do que se trata? GESTÃO DE RISCOS SOCIOAMBIENTAIS? PLR?

Amigos já passou da hora de elaborar um PLR e implantar.

Se órgão ambiental não exige o PLR para seu produto específico XYX, problema dele!

Mas o problema é seu na verdade.

Explico…! Sem um PLR definido para seus produtos ou embalagens dele associado ao PGRS você está no risco sim.

Nota: seus produtos ou embalagens destes irão virar resíduos em algum momento do ciclo de vida do produto.

Se você não sabe o que é logística reversa e qual a sua importância, já passou do tempo em saber em detalhes!

O tema está na agenda dos principais executivos, seja por antecipação dos riscos, ou seja, porque algum órgão regulador ou fiscalizados já bateu na porta com advertência ou até mesmo autuação com multa.

Você vai ver que, quando bem planejada, além estar controlando seus riscos de impactos não desejados, a logística reversa nas empresas agrega valor ao relacionamento com os clientes.

Então, por que esconder o problema embaixo do tapete se você pode tirar vantagem dele?

Como o próprio nome sugere, estamos falando de uma operação de retorno de embalagens, resíduos etc.  para a empresa ou empresa qualificada para lidar com os resíduos.

É o inverso do que ocorre na logística tradicional (foward logistics), quando a preocupação envolve o despacho e a entrega de uma mercadoria ao cliente.

Então, o que uma política de logística reversa faz é preparar o negócio para receber itens no retorno (reverse logistics) de sua responsabilidade.

É por meio da logística reversa que sua empresa cumpre a Política Nacional de Resíduos Sólidos ou PNRS.

Você já ouviu falar da Política Nacional de Resíduos Sólidos?

Ela está prevista na Lei n.º 12.305, publicada em 2010.

O principal a saber sobre ela é que define a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida de produtos no país.

Ou seja, fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes devem implantar meios para garantir que itens pós-consumo sejam reciclados ou reaproveitados.

Para alguns setores, como o de resíduos eletroeletrônicos, pneus, embalagens em geral, etc., ter esse tipo de operação de logística reversa já está se tornando uma obrigatoriedade.

Quer saber mais um pouco, acesse o link http://www.sinir.gov.br/logística-reversa e descubra o que já está em andamento, o que já foi acordado e claro, se tiver alguma dúvida, estamos aqui pra ajudar.

Que tal fazer da logística reversa um diferencial competitivo do seu negócio, fidelizar clientes, atender a norma e de fato mostrar que a sustentabilidade corporativa da sua empresa não é para “inglês ver”?!

Quem tem uma empresa não pode abdicar da sua responsabilidade nesse sentido.

Sua reputação socioambiental não tem preço, e tomara que não aconteça com você o que passou comigo.

Plano de logística de reversa se você ainda nãooo, boa sorte!

Estamos juntos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *