Sustentabilidade, por que empresas ainda sentem desconfiança ?


Ser ou não ser uma empresa voltada para a Sustentabilidade ?

Nestes últimos meses entre idas e vindas entre Brasil e África participando de eventos , deparo mais de uma vez com estes questionamentos por partes de empresários presentes em minhas palestras.

Falar bem sobre os benefícios da Sustentabilidade é fácil (tem uma centena de textos a respeito e excelentes exemplos a serem seguidos).

Depois então, de ter aparecido para o mundo como tema na abertura dos jogos Olímpicos, nem se fala.

Mas voltando ao mundo real, ou melhor ao corporativo.

Quanto custa está tal de “ sustentabilidade” para minha empresa?

Estão errados em me perguntar? Não creio.

Falar sobre como é bom ser uma empresa considerada Sustentável é ótimo, ainda por cima recebemos prêmios, somos convidados para falar em palestras, participar em mesa redonda, franzimos a testa preocupados com as futuras gerações e etc.

Melhor chance para dar valor a marca da empresa, impossível.

Claro, não confundir uma empresa 100% Sustentável com uma que realiza meia dúzia de ações em comunidades, reduz consumo de água, segrega resíduos e de repente se considera Sustentável!!

Está bem longe disso, cá venhamos.

Mas são atitudes louváveis, e melhor do que não fazer nada.

Quando a assumi pela primeira vez a função de gestor tendo a responsabilidade de direcionar a empresa no caminho da sustentabilidade, não tinha a menor ideia do que vinha pela frente.

Logo após o discurso do CEO para os acionistas, que deveríamos ser uma empresa preocupada com triple bottom (social, ambiental, econômico) e o futuro da empresa estava na sustentabilidade.

Fui chamado a uma reunião e disseram que agora eu era gestor de Sustentabilidade e QSMS-RS, e eu inocente pensando cá com meus botões, se não consegui implantar uma cultura de segurança, agora vou ter um grande Capex, Opex e equipe para investir em Sustentabilidade, segurança, qualidade e …….

Inocente, não sabia de nada!

Primeira pergunta ao meu líder.

Qual vai ser meu Capex, Opex e o meu Heads counts para começarmos a ser sustentáveis?

Ainda me lembro da expressão dele, riu e disse NADA! Use o que você tem.

O que eu aprendi mais uma vez: Do discurso a prática, muitas aguas vão rolar, suor e lágrimas virão, mas se você acredita no que pode fazer, dá o teu jeito vai lá é faz.

E realizamos.

Primeira e única regra: Todo investimento em Sustentabilidade tem que dar retorno.

Como diretor ligado ao CEO, tinha força para convocar várias reuniões (haja reclamação), se você não tem uma posição forte dentro da empresa, esquece, será apenas uma figura de retórica bonitinha e muitas tapinhas nas costas.

Convocar ajuda dos colaboradores a participar do comitê de sustentabilidade !!!, é fácil sendo diretor.

  • Mas……. , comooooooo.., tirar alguém da produção para isso, tem custo, você sabia?
  • Imprimir cartazes, reuniões, adesivos e treinamentos, tem custo você sabia?
  • Mudar a linha de operação para ser mais sustentável, tem custo você sabia?
  • Auditar a cadeia de fornecedores tem custo, você sabia?
  • Inovar, rsrsrsrrsrsr, tem custo você sabia?

E este é o mundo corporativo, e sempre convivi muito bem com isso, pois fui treinado e focado para os desafios dentro de uma organização.

Quando você acredita nos resultados, nada disso te impede de realizar um trabalho que é de formiguinha, mas quando você menos espera, estes, começam a aparecer.

O Capex, Opex e os Heads counts aumentam, quando você demonstra resultados com sua equipe.

Com um bom trabalho de persuasão e liderança como exemplo você ganha mais aliados.

E quando você menos espera está no caminho da Sustentabilidade.

Agora, como posso dizer ao empresário quanto custa para ser uma empresa 100% Sustentável, e não somente apenas possuir um website bonito esperando ser premiado por alguma ação socioambiental.

Não existe quanto custa.

Mas sim, quão tanto ele está preocupado com a estratégia de sobrevivência do negócio dele para o futuro, e está disposto a desprender esforço e dar total apoio a equipe no caminho da mudança para uma empresa 100% Sustentável.

Estamos juntos !

 

Os Mais Vistos
NEGÓCIOS PRECISAM ADOTAR METAS DE SUSTENTABILIDADE... Empresas que não alinharem em suas estratégias de gestão corporativa, práticas de Sustentabilidade em suas metas, vão perder espaço e mercado, não...
O SETOR HOTELEIRO E A IMPORTÂNCIA DA ISO 14001 O Setor hoteleiro e a importância da ISO 14001 para identificar aspectos e impactos ambientais do seu negócio. Após o término de um evento, fui pro...
Cultura Justa # Cultura de QSMS-RS & Sustenta... A única coisa boa de um acidente é o aprendizado que se tira dele. Investigando e analisando a causa raiz sobre acidentes de trabalho e acidentes a...
Ser um bom gestor em QSMS-RS & Sustentabilida... Por onde eu ministro palestra, muitos dos profissionais que tenho a honra de conversar, sempre tem a mesma pergunta: Como podemos ter mais sucess...

Sobre Roberto Roche

Roberto Roche ao longo de três décadas consolidou sua experiência exercendo vários cargos de alta direção em QSMS–RS & Sustentabilidade nas áreas de Óleo & Gás, Construção Civil Pesada, Montagem Industrial, Portos e Mineração em mais de 15 países na América Latina, África e Oriente Médio como Mars, Queiroz Galvao Internacional e Odebrecht Internacional e Imerys .

Deixe uma resposta