Quais são as principais funções, competências e responsabilidades de um Gestor(a) Ambiental, em Gestão de QSMS-RS & Sustentabilidade de acordo com ISO 14001?


Tenho com o passar do tempo estruturado do zero, departamentos inteiros de QSMS-RS & Sustentabilidade em grandes organizações também como pequenas.

Nos últimos tempos auditando, reorganizando, treinando com intuito de implantar uma melhor e mais eficiente gestão para terceiros (quando estou de folga no Brasil).

Por onde andei e sempre trabalhando junto com o RH (bom lembrar), esbarro na seguinte pergunta: Como atribuir funções e responsabilidade aos que chegam ou nos que já estão nesta área para maior eficiência do setor?

Pergunta difícil, se for fazer parte de minha equipe por exemplo eu busco: Qualificação e Atitude, mas não é fácil decidir a apontar quem e quem, depende muito do perfil, e da orientação RH, sem a ajuda deste, esqueça.

Mas como não sou de fugir da raia quanto a estes questionamento, aí vai uma reflexão baseada na minha vivência e experiência por este mundão do QSMS-RS & Sustentabilidade.

Se sua organização já possui um SGA (sistema de gestão ambiental) certificado de acordo com a ISO 14001:2015, você tem que estar ciente de que há um grande número de posições chaves e as responsabilidades que precisam ser alocados e cumpridos com êxito para o funcionamento do SGA.

Essas funções e responsabilidades refletirão em diferentes níveis de liderança, status interno da empresa, capacidade e participação no dia a dia do SGA e em alguns casos, pode até haver responsabilidades de relatórios para a mídia ou governo, dependendo do escopo, tamanho e setor de sua organização.

Então, dada essa ampla gama de atribuições ao responsável pela a gestão ambiental, o que exatamente diz a norma e como podemos melhorar estas sendo bem resumidas e condensadas de uma forma que facilmente explica quais são as opções que uma organização pode ter quando atribuir essas responsabilidades?

No item 5.3 da 14001:2015, menciona sobre a definição de responsabilidades e funções e sugere que a direção é responsável por garantir que estas funções sejam atribuídas e comunicadas para toda organização.

É bem definido que a alta direção é responsável para garantir o SGA esteja em conformidade com a norma e que a responsabilidade é atribuída para relatar os resultados para a organização.

Parece simples, como mencionado acima, mas pode haver enormes variações sobre as responsabilidades necessárias dentro de um SGA dependendo do escopo, tamanho e setor em que a organização opera.

E aí pode morar o problema!

Pode haver alguma margem de escolha quando se trata de atribuir funções e responsabilidades no âmbito do SGA, mas a função do gestor permanece clara e constante.

Seja qual for o tamanho da sua organização, a escolha e as funções e responsabilidades do gestor deve ser indicada cuidadosamente.

Seja com 5 ou 5000 colaboradores, não importa essas responsabilidades pertencem claramente ao gestor que foi nomeado para esta tarefa.
Entre funções e responsabilidade podemos mencionar algumas;

Assegurar que o SGA atenda aos requisitos da norma.

Pode ser feito por um colaborador definido com o nível de conhecimento e qualificações corretas, e dependendo do tamanho da sua organização, esta tarefa pode ser melhor desenvolvida por mais de um colaborador-chave, e por favor não mais que dois para evitar confusão.

Para acompanhar a Legislação, ainda mais a nossa que muda diariamente com tantas leis nas três esferas, normas etc. garantindo que esteja conforme e dentro dos prazos é melhor seja delegado a uma pessoa (máximo 2) competente do que vários funcionários, minha experiência sugere (Filho feio não tem pai).

Elaboração de relatórios sobre o desempenho do SGA é uma responsabilidade chave que tem de ser exercido para um colaborador competente que SAIBA O QUE ESTA RELATANDO, NÂO SÓ COPIANDO DADOS, sem saber do que se trata e suas implicações ser forem registrados dados errados e comunicados aos órgãos competentes.

O dia a dia do SGA: este é um papel que pode variar muito, dependendo do tamanho e escopo de sua organização, necessitará de consideração séria quem deve estar na linha de frente ou atrás da mesa, o perfil de cada um vai ajudar a selecionar quem é quem.

Uma organização grande com grande poder de impacto socioambiental pode ser necessária um maior número de colaboradores qualificados e treinados para lidar com as obrigações do SGA.

O gestor do SGA deve garantir que sua equipe seja informada, treinadas, competentes e comunicadas para tudo em termos de objetivos do SGA, com iniciativas e resultados.

Atribuindo funções e responsabilidades não é fácil, o perfil de cada um varia e sua motivação é fundamental para exercer ambas.

Basicamente, cabe a cada organização analisar seus próprios requisitos e decidir como principais papéis e responsabilidades devem ser atribuídas.

Portanto, é básico determinar o contexto da organização na ISO 14001 e que sejam considerados cuidadosamente, na decisão se você precisa de uma pessoa, várias pessoas ou uma equipe inteira para ajudar com a execução diária do seu SGA.

Seja qual for sua escolha, a delegação dessas responsabilidades será um dos elementos mais importantes de seu SGA.

Se você escolher as pessoas erradas, que não têm as competências-chave, o desempenho do SGA sofrerá em conformidade.

E é bom lembras Crime ambiental fecha sua organização, da cadeia e o seu patrimônio responde pelos danos causados.

Duvidam ? Pergunte a turma do SGA de quem passou por um acidente ambiental!

Escolher a estrutura correta atribuir suas principais funções e responsabilidades, para sua seu SGA é fundamental para o sucesso como Gestor.

Espero ter ajudado um pouco aos colegas

Estamos juntos

 

Os Mais Vistos
ISO 14001- ACIDENTES PODEM ACONTECER , IMPREVISTOS... Acidentes podem acontecer, IMPREVISTOS NÃO. Como escrever procedimentos de emergência de acordo com a ISO 14001. Ter certificação ISO, significa...
 A MODERNA GESTÃO HOSPITALAR E A QUESTÃO AMBIENTAL...        A MODERNA GESTÃO HOSPITALAR E A QUESTÃO AMBIENTAL  O efeito das atividades humanas sobre o meio ambiente aumentou significativamente a part...
Compliance Ambiental e a sua importância para empr... Organizações têm a noção de que a obrigação tributária é uma imposição legal, que não pode ser desobedecida, e todos têm a noção das consequências...
Ações em QSMS-RS e Sustentabilidade, qual o resul... E Assistindo os noticiários sobre empresas que  estão parando sua produção por falta de água em São Paulo . E em outras situações e regiões , u...

Sobre Roberto Roche

Roberto Roche ao longo de três décadas consolidou sua experiência exercendo vários cargos de alta direção em QSMS–RS & Sustentabilidade nas áreas de Óleo & Gás, Construção Civil Pesada, Montagem Industrial, Portos e Mineração em mais de 15 países na América Latina, África e Oriente Médio como Mars, Queiroz Galvao Internacional e Odebrecht Internacional e Imerys .

Deixe uma resposta