MUDANÇAS CLIMÁTICAS. SEU NEGÓCIO ESTA PREPARADO?


Participando em um fórum com empresários sobre a importância da sustentabilidade nos negócios para exportação.

Fui bastante sabatinado sobre a necessidade de terem ou não uma gestão de sustentabilidade implantada em suas empresas, principalmente por aqueles que estão buscando o caminho das exportações.

Pois até então, estavam com atenção voltada a somente cumprir a lei e agora estavam sendo questionados e auditados sobre seus sistemas de QSMS-RS e Sustentabilidade dos seus clientes no exterior, pois se não estivessem dentro da conformidade esperada, seus produtos não seriam aceitos.

Em minha palestra citei uma experiência pela qual eu tinha passado para entenderem como é importante.

Recebemos uma visita /auditoria de nosso maior cliente. Uma vez auditados em todos os quesitos de QSMS-RS e Sustentabilidade, nos pediram para entrevistar algumas pessoas das comunidades a nossa volta e também pediram os Kpis sobre nossa evolução em reduzir as emissões.

Tínhamos tudo e mais um pouco pensávamos, mas no final faltava para este nosso cliente essas informações para que pudessem levar a matriz na Europa.

A preocupação de assistirem a marca deles associadas a empresas que infringiam questões sociais e ambientais era enorme!

Após este evento, ficou a lição aprendida e nos preparamos, pois a questão sobre as mudanças climáticas veio com força por parte dos outros clientes e nós já estávamos atentos atendendo aos requisitos.

Com tudo que se fala a respeito de Sustentabilidade empresarial, ainda assim, alguns empresários possuem dúvida sobre a questão de ter ou não uma gestão de QSMS-RS e Sustentabilidade “efetiva” nas suas empresas.

Mesmo com o cenário econômico atual no Brasil. A questão ambiental chegou, enraizou, não só por uma questão de adequação a legislação, mas passou a ser uma questão de sobrevivência para o próprio negócio e sua imagem perante a sociedade.

Esse cenário não vai mudar mais, muito pelo contrário. A gestão de sustentabilidade deve ser considerada como um valor agregado ao seu produto final.

Não é só no Brasil aonde a questão ambiental vem com força por causa do ultimo grande desastre ambiental de Mariana (acontecerão mais, é uma questão de tempo).

Mas também no exterior, como por exemplo, uma das maiores empresas de automóveis do mundo, sendo pega na maquiagem verde.

Não tenho duvidas que legislação ambiental cada vez mais draconiana e a sociedade cada vez mais atenta quanto à questão de sustentabilidade, serão fatores definitivos para o sucesso ou não de muitos negócios.

A politica sobre as mudanças climáticas esta aí, e o seu planejamento, como anda?

As empresas podem esperar ,  normas mais rigorosas sobre as emissões em breve, e isso não parece necessariamente uma coisa ruim, segundo algumas empresas.

Assistimos corporações apoiando essas normas e já pondo em prática em seus planos a utilização de energia renovável.

Empresas de alta tecnologia e de outros segmentos já argumentam que as regras sobre as emissões são “boas para os negócios”.

Quando empresas que representam cerca de um trilhão de dólares em receitas apoiam publicamente a política sobre mudanças climáticas e já põe em prática mecanismos de desenvolvimento sustentável.

Podemos deixar de lado, o argumento de alguns que ainda se utilizam do discurso, que essas politicas/legislação sobre o clima levarão a ruína económica!

Não tem mais desculpas!

Boa parte das maiores empresas globais já definiram metas específicas para impulsionar a utilização de energias renováveis para ajudar a cortar custos e o hedge dos riscos de confiar inteiramente em “combustíveis fósseis”.

Outra boa razão para incluir na gestão de risco a influencia da politica das mudanças climáticas em seu planejamento de negócios é a movimentação que as grandes potências mundiais fizeram ao firmar o acordo do clima de Paris.

Vem a demonstrar de como a mudança climática tem que ser levada em consideração no planejamento estratégico empresarial, passando a ser uma necessidade de sobrevivência.

A questão sobre as mudanças climáticas estão se tornando um fator chave para um negócio bem sucedido. Pois afetam diretamente as empresas.

Preços de insumos como energia, água e matéria prima quanto à disponibilidade são afetados diretamente pelos eventos climáticos extremos.

Se você realmente estiver preocupado com o seu planejando estratégico, você precisa levar em conta alterações climática porque isso irá afetá-lo.

“É gestão de risco”.

Empresas que estão saindo na frente verão benefícios porque eles serão capazes de competir melhor.

Os eventos tornam se claros para as empresas que a política de mudança climática chegou.

O que significa que além da gestão dos assuntos comuns a qualquer negócio, a implantação de uma gestão de sustentabilidade onde trazem benefícios deve ser considerada.

Para as empresas, a questão é realmente se adaptar o que está por vir e poder ter previsibilidade para operar.

Uma vez que existe a regra, você pode ajustar seu modelo de negócio em conformidade e tomar decisões nesse sentido.

Acordos sendo firmados entre as maiores potências do mundo, grandes corporações aprovando e já utilizando boas práticas de Sustentabilidade e uma legislação a respeito.

Não tem como deixar de incluir em seu plano estratégico a questão sobre as mudanças climáticas.

Bom estar preparado.

Existem dois tipos de empresas: As de decisões rápidas e as mortas!

Estamos Juntos !

INDÚSTRIA

 

• Publicado em 15 de abril de 2016

Os Mais Vistos
ESTALEIROS, PORTOS E TERMINAIS PORTUÁRIOS, PREVENÇ... Quando gestor de Sustentabilidade e QSMS-RS em estaleiros e terminais marítimos, minha percepção inicial quanto a acidentes ambientais não ia muito ...
Você é um profissional apaixonado por QSMS-RS e Su... Se você é um profissional apaixonado por QSMS-RS e Sustentabilidade, primeiro de tudo, precisa ser apaixonado por pessoas, não tenha dúvida. O comp...
Custos Ambientais , Qual é o Seu?   Custos Ambientais , Qual é o Seu ? Participando das últimas feiras de meio ambiente e segurança no exterior e agora aqui no Brasil. É níti...
Consciência Ética Ambiental Uma gripe nas atividades econômicas significa uma pneumonia em QSMS-RS e Sustentabilidade, quem é da área sabe muito bem das dificuldades. Mesm...

Sobre Roberto Roche

Roberto Roche ao longo de três décadas consolidou sua experiência exercendo vários cargos de alta direção em QSMS–RS & Sustentabilidade nas áreas de Óleo & Gás, Construção Civil Pesada, Montagem Industrial, Portos e Mineração em mais de 15 países na América Latina, África e Oriente Médio como Mars, Queiroz Galvao Internacional e Odebrecht Internacional e Imerys .