A importância de avaliar as empresas que prestam serviço de atendimento a derrames de óleo e produtos perigosos.



“ Um caminhão-tanque carregado com combustível tombou e pegou fogo no quilômetro 33 da BR-277, em Morretes, no litoral do Paraná, por volta das 18h deste domingo. O acidente aconteceu na pista sentido ao litoral e interditou as duas pistas. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), pelo menos três pessoas morreram. Um bebê foi encontrado com vida em meio à mata, próximo a um veículo onde estavam dois corpos carbonizados. ”03/07/2016. ”

Dois dias depois deste acidente, outro caminhão com etanol na mesma rodovia, também tombou, e ainda bem não teve vítimas mas impactou o meio ambiente.

E a responsabilidade é de quem?

E quanto a pagar os danos, recuperar o passivo ambiental e etc.?

Tenho presenciado, a preocupação das transportadoras quanto a estes acidentes, pois quando a conta chega pode vir a inviabilizar o negócio para sempre.

Quando uma empresa contrata um serviço de atendimento emergencial está sujeita a certos riscos.

E estes riscos devem ser identificados e avaliados antes de contratar.

Mas, que riscos são esses e como controlá-los?

O maior risco é falto de capacidade de atendimento e gerenciamento de quem presta este tipo de serviço.

Alguns anos participei de um simulado nos emirados árabes, que realmente me chamou atenção e abriu os meus olhos pela logística sobre o assunto, pois mesmo tendo experiência de alguns anos neste assunto.

Onde já tinha trabalhado em empresas que prestam este tipo de serviço ao redor do mundo, nunca tinha visto nada igual, totalmente inusitado e me fez pensar, como seria este simulado aqui no Brasil!

Primeiro: Era um simulado sem aviso prévio (pasmem, quem é da área aqui no Brasil sabe muito bem do que estou falando).

Segundo foi com óleo mesmooooo, ou seja, nada de pipoca, arcos com bolinha, serragem e outros), a responsabilidade era enorme.

Terceiro: aconteceu em vários pontos na costa, um terrestre e em uma plataforma.

Pergunto: Qual a empresa aqui no Brasil tem realmente equipamento, mão de obra especializada e bases avançadas para atender ao mesmo tempo tudo isso (Não vale carregar equipamento de um lado para outro, dizendo que já está chegando!)?

Fora isso também tem: coleta, transporte e entrega de resíduo de acordo com a legislação ambiental.

Se todo este atendimento emergencial não for com “qualidade”?

Resultado: Termina com uma serie eventos que vão desde áreas mal remediadas, contaminação dos funcionários, solo, lençol freático e mesmo a vizinhança.

Nesta situação, a área contaminada terá que ser remediada, gerando grandes indenizações, enfim, tem-se um caso clássico de passivo ambiental, onde enormes prejuízos financeiros quase sempre estão presentes.

Quem contratou o serviço tem grande chance de ser multado e responder por crime ambiental por um atendimento mal feito.

Riscos existentes nas atividades de atendimento a emergências ambientais e envio de resíduos sempre vão existir, até por que, é um mercado em franca expansão e toda à hora surge uma empresa oferecendo um preço bem baratinho para atender a sinistros e para coletar e tratar seus resíduos, mas como avaliar?

E este fato tenho presenciado nestes últimos meses em que os meus serviços foram requisitados para realizar auditorias ambientais e de qualidade operacional nessas empresas que oferecem estes serviços, na tentativa de tomar conhecimento e controlar estes riscos.

É muito importante e ter clareza nos objetivos destas auditorias, pois tenho auditado e avaliado algumas auditorias realizadas e sinto a falta de conhecimento especifico no assunto por parte de quem realizou.

Estas auditorias são validas e bem-intencionadas.

Mas é de fundamental importância observar que os objetivos e a sistemática das auditorias nas empresas que oferecem o serviço é diferente.

Vejamos alguns exemplos dos muitos itens a verificar:

Avaliar os riscos de corresponsabilidade por parte de quem atende a emergência, coleta e transporta resíduos;

Avaliar o processo do primeiro atendimento e da continuidade operacional;

Verificar se as bases avançadas que dizem existir: possuir gente especializada (treinadas e capacitadas) no assunto? Têm equipamento suficiente (não vão ficar esperando chegar de algum lugar)?

Essas auditorias têm características próprias e devem ser realizados indo muito além da parte ambiental, pois o objetivo é proteger a empresa contra quem não possui a mínima condição de realizar o serviço.

Como por exemplo: A idoneidade das pessoas que dizem saber o que estão fazendo, sua experiência no assunto, sua formação profissional e claro a idoneidade financeira da empresa.

É uma questão imprescindível para um ótimo gerenciamento ambiental a empresa saber a quem contratar para atender a emergência e como são transportados e tratados os resíduos gerados pelo acidente.

É inquestionável que se trata de uma atividade que envolve riscos.

E sem dúvida este correto gerenciamento de risco vai definir as empresas que continuam ou não no mercado.

O que não se pode permitir, é que as empresas contratantes venham a sofrer penalidades, por confiar em quem vende o serviço.

Estamos juntos!

INDÚSTRIA

Os Mais Vistos
VAMOS SER PRÁTICOS COM AS QUESTÕES AMBIENTAIS  ... Por falta de visão, bom senso e conhecimento técnico . E por um longo período, as questões envolvendo o meio ambiente não mereceram da sociedade e ...
O que você vai deixar quando se for? Seu Legado = ... O que você vai deixar quando se for? Seu Legado = SEU LIXO !! Basta dar um passo atrás de sua rotina diária e pensar um pouco mais os conceitos bás...
ACIDENTES AMBIENTAIS, ESTAMOS PRONTOS? Assistindo os noticiários nas últimas semanas sobre alguns grandes acidentes ambientais, sendo um nos Estados unidos e outro na China, não posso d...
Gerenciamento de Riscos de Empresas que Coletam e ... Gerenciamento de Riscos de Empresas que Coletam e Tratam seus Resíduos. Quando fomos acionados pelos órgãos ambientais (Federal, Estadual e Municip...

Sobre Roberto Roche

Roberto Roche ao longo de três décadas consolidou sua experiência exercendo vários cargos de alta direção em QSMS–RS & Sustentabilidade nas áreas de Óleo & Gás, Construção Civil Pesada, Montagem Industrial, Portos e Mineração em mais de 15 países na América Latina, África e Oriente Médio como Mars, Queiroz Galvao Internacional e Odebrecht Internacional e Imerys .

Deixe uma resposta